Quero ser cliente
Central de Vendas 0800 707 4774 ou 54 3544 1800
Postado em 03 de Julho de 2019 às 07h22

Projeto obriga farmácias a coletarem medicamentos vencidos

O objetivo é que o consumidor possa levar seus medicamentos vencidos até as farmácias, que passariam ao distribuidor e, enfim, ao fabricante, para que o medicamento tenha a sua destinação final de forma correta

Na hora de jogar fora um medicamento sem validade, a maioria das pessoas tem dúvida sobre em qual local deve descartá-lo. Muitos acabam colocando esses itens no lixo comum ou mesmo no vaso sanitário. Porém, essa atitude pode contaminar solos, água e colocar em risco a saúde da população. Pensando nisso, o deputado estadual Fabrício Gandini apresentou um projeto de lei que obriga as farmácias do Estado de Santa Catarina a manterem pelo menos um ponto de coleta para medicamentos com prazo de validade vencido.

De acordo com o deputado, a ideia é que o consumidor possa levar seus medicamentos vencidos até as farmácias, que passariam ao distribuidor e, enfim, ao fabricante, para que o medicamento tenha a sua destinação final de forma correta. ?Os medicamentos vencidos ou em desuso, quando descartados sem critérios, podem causar degradação ambiental e comprometer a saúde da população. A proposta apresentada evita que o consumidor erre na hora de descartar os medicamentos e faz com que comerciantes, fabricantes ou distribuidores se responsabilizem por destinação correta?, destaca.

O projeto propõe que o recipiente disponibilizado nas farmácias deve ser lacrado, de material impermeável e com abertura superior, sendo instalado em local visível e de fácil acesso, acompanhados de cartazes com os seguintes dizeres: ?Proteja o meio ambiente. Descarte aqui os medicamentos vencidos, em desuso ou impróprios para consumo?.

O material recolhido pelas farmácias deverá obedecer as diretrizes da Lei nº 10.994, de 28 de maio de 2019, que obriga todos os envolvidos na cadeia produtiva de fármacos em geral a estruturar e implementar sistemas de logística reversa. Assim, esses produtos químicos e suas embalagens devem ser direcionados à coleta em locais previamente estabelecidos, de forma independente do serviço público de limpeza urbana e de manejo dos resíduos sólidos.

Fonte: Folha do Litoral-SC

Veja também

Endometriose: causa pode estar associada ao desequilíbrio bacteriano10/04/19 A endometriose é uma doença que afeta aproximadamente 10% a 15% da população feminina em idade fértil no Brasil. Apesar disso, os agentes envolvidos no surgimento do problema ainda não foram totalmente explicados. Agora, um novo estudo publicado no periódico Scientific Reports parece ter encontrado uma provável causa para a doença. Segundo os pesquisadores, o desequilíbrio das bactérias do útero, da vagina ou do......
Diabetes e depressão: entenda a relação entre as doenças23/10/19 Pessoas com diabetes podem desenvolver quadro depressivo, assim como a depressão pode levar ao desequilíbrio no índice glicêmico O setembro amarelo, um alerta contra o suicídio, já ficou para trás. Porém, a preocupação com a depressão e outros transtornos......
Como a Internet das Coisas revolucionará a indústria farmacêutica11/09/19 A Internet das Coisas tem o potencial de revolucionar o setor farmacêutico permitindo e automatizando o monitoramento remoto de pacientes e a descoberta de medicamentos A Internet das Coisas (Em inglês, Internet of Things) (IoT) corresponde à inter-rede de......

Voltar para Notícias