Quero ser cliente
Central de Vendas 0800 707 4774 ou 54 3544 1800
Postado em 22 de Março de 2019 às 08h49

Aprovada nova opção de tratamento para o câncer

Produto é o primeiro biossimilar do bevacizumabe a ser registrado no Brasil

Mais uma opção de tratamento para o câncer passa a estar disponível no mercado. É que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou, nesta segunda-feira (11), o registro do medicamento biológico Mvasi (bevacizumabe).

O produto é o primeiro medicamento biossimilar do bevacizumabe a ser registrado no Brasil e teve seu registro concedido pela via de desenvolvimento por comparabilidade, de acordo com a Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) 55/2010. O medicamento Avastin foi utilizado como comparador.

Assim, o Mvasi promete ser mais uma opção de tratamento do câncer em diversas esferas. Entre eles:

-> Câncer colorretal metastático (CCRm);
-> Câncer de pulmão de não pequenas células localmente avançado, metastático ou recorrente (CPNPC);
-> Câncer de mama metastático ou localmente recorrente (CMM);
-> Câncer de células renais metastático e/ou avançado (mRCC);
-> Câncer epitelial de ovário, tuba uterina e peritoneal primário;
-> Câncer de colo do útero.

Entenda os biossimilares


Os produtos biossimilares são aqueles biológicos registrados pela via de desenvolvimento por comparabilidade entre o produto desenvolvido para ser comparável e o produto biológico comparador, em termos de qualidade, eficácia e segurança.

A legislação utilizada para o registro de biossimilares no Brasil é a RDC 55/2010. Devem ser apresentados, entre outros requisitos, informações suficientes para predizer se as diferenças detectadas nos atributos de qualidade entre os produtos resultam em impactos adversos na segurança e na eficácia do biossimilar.

Fonte: Guia da Farmácia

Link: https://guiadafarmacia.com.br/nova-opcao-de-tratamento-para-cancer/

Veja também

Estilo de vida é fator determinante para manter a saúde do coração29/03/19 A OMS (Organização Mundial da Saúde) estima que 80% das mortes por doenças cardíacas no mundo seriam evitadas apenas com mudanças no estilo de vida. “Tirando as doenças congênitas, os outros males que acometem o coração e podem culminar em insuficiência cardíaca são evitáveis”, diz o cardiologista Félix Ramires, responsável pelo Programa de Insuficiência Cardíaca do HCor (Hospital do Coração). O médico cita......
Qual o porte da sua farmácia? Anvisa esclarece o porte de empresas17/04/19 Faturamento bruto pode variar Muito se fala sobre o porte de empresas, que costuma ser usado pelo senso comum, de uma maneira bastante genérica, como sinônimo de tamanho. Para efeitos legais, a Agência Nacional de Vigilância......
Comissão de Finanças aprova inclusão de novos medicamentos no Farmácia Popular10/10/19 A proposta para a inclusão de novos medicamentos no Farmácia Popular tramita em caráter conclusivo e já foi aprovada pela comissão de Seguridade Social e Família A Comissão de Finanças e Tributação (CFT) da Câmara dos Deputados aprovou a inclusão de novos......

Voltar para Notícias