Quero ser cliente
Central de Vendas 0800 707 4774 ou 54 3544 1800
Postado em 07 de Agosto às 07h54

Como prevenir a infecção urinária

Dor e/ou ardor para urinar, peso na bexiga, sensação de urgência e/ou dificuldade para urinar, são sintomas associados à infecção urinária

Vontade intensa de ir ao banheiro, ardência e dor ao urinar são alguns dos principais indicativos da infecção urinária. O problema pode ocorrer em qualquer parte do sistema urinário. A infecção urinária pode ser recorrente ou não, complicada ou sem perigo, dependendo do organismo de cada pessoa.

De acordo com o urologista do Hospital 9 de Julho, Dr. Flávio Arêas, a infecção urinária é uma resposta inflamatória na via urinária que pode ser causada por agentes microbianos (bactérias, vírus, fungos ou outros parasitas). O problema acontece principalmente devido a um desequilíbrio entre os mecanismos de defesa do hospedeiro e os fatores de virulência (agressividade) dos agentes microbianos.

De acordo com o urologista do Hospital Sírio-Libanês, Dr. Flavio Trigo, o problema é mais comum nas mulheres. Devido ao menor comprimento da uretra, é mais fácil a bactéria entrar na bexiga em comparação com o corpo masculino. Outro impulsionador é o fato de a vagina e o ânus estarem mais próximos, favorecendo essas contaminações. Com o avançar da idade, aumentam as chances de infecção nos homens por doença prostática e nas mulheres pela menopausa.

Dicas para prevenir a infecção urinária
A prevenção é o melhor caminho para que o paciente não sofra. Um dos hábitos mais importantes é o de beber bastante água, para lavar a uretra. O ideal é que a pessoa urine ao menos quatro vezes ao dia com a urina clara e límpida.

?Para prevenir a infecção, é necessário diminuir a quantidade de bactérias na região: ter uma boa higiene íntima, beber bastante água e o intestino tem que funcionar bem todo dia. Como a bactéria mais comum está presente no intestino, ir ao banheiro com uma boa frequência faz com que ela seja ?jogada fora?. Tanto a constipação quanto o quadro diarreico podem piorar o problema?, comenta o urologista da BP ? A Beneficência Portuguesa de São Paulo, Dr. Cesar Nardy Zillo.

De acordo com ele, não é indicado o uso de absorventes diários, para que a região íntima possa ?respirar?. Além disso, ter uma boa higiene íntima antes de relações sexuais, ter lubrificação (para não causar microtraumas na uretra) e urinar após a relação também são maneiras de prevenir a doença.

Fonte: Guia da Farmácia

Veja também

Hábitos saudáveis poderiam evitar 27% dos casos de câncer no Brasil26/04 Maria Fernanda Ziegler  |  Agência FAPESP ? Tabagismo, consumo de álcool, excesso de peso, alimentação não saudável e falta de atividade física são os fatores de risco associados a um terço das mortes causadas por 20 tipos de câncer no Brasil, segundo um novo estudo. Publicado na revista Cancer Epidemiology, o trabalho indica que, do total dos casos de câncer anuais no Brasil, pelo menos 114 mil (27% do total)......
Remédios podem ter imposto zero com reforma tributária05/08 O ex-deputado federal Luiz Carlos Hauly, afirma que até o fim do ano, os medicamentos deverão estar isentos de tributação ou com uma alíquota próxima a 3% Até o fim do ano, os medicamentos deverão ter imposto zero, ou seja, estar isentos de tributação ou......
Sutilezas letais: os sintomas menos conhecidos do infarto14/03 Dor e aperto no peito que irradiam para o braço esquerdo e pescoço são os sintomas mais comuns e conhecidos de um infarto do miocárdio, popularmente chamado de ataque do coração. Quando esses sinais se manifestam, quase todo mundo sabe que é preciso buscar......

Voltar para Notícias