Quero ser cliente
Central de Vendas 0800 707 4774 ou 54 3544 1800
Postado em 04 de Outubro às 18h40

Comprovação de porte de empresa só de forma eletrônica

Medida vale a partir de 1º de novembro de 2019. Empresas que já atualizaram o porte no exercício de 2019 não precisam reencaminhar a documentação pelo Sistema Solicita.
A Anvisa informa que, a partir do próximo dia 1º de novembro, a comprovação de porte econômico de empresas só poderá ser encaminhada para a Agência por meio do Sistema Solicita, uma solução tecnológica para o peticionamento eletrônico. Depois dessa data, documentos sobre comprovação de porte de empresa encaminhados para a Anvisa na forma física serão devolvidos ao interessado.

Atualmente, as empresas podem optar pelo envio dos documentos de forma física ou de forma eletrônica. Com a medida, a Agência espera dar maior celeridade ao trâmite de recebimento e análise da comprovação de porte.

Além disso, diante da não adaptação de várias empresas quanto à comprovação de porte econômico para assuntos de petição diferenciados (secundários e primários), optou-se por padronizar a referida petição, que permanece no Sistema Solicita, com um único código de assunto: "70571 ? COMPROVAÇÃO DE PORTE ECONÔMICO".

É importante lembrar que as empresas que já atualizaram o porte no exercício de 2019 não precisam reencaminhar a documentação por meio do Sistema Solicita, uma vez que as atualizações feitas não sofrerão alterações no sistema até o prazo de comprovação anual de 2020.

Por: Ascom/Anvisa

Veja também

Anvisa e Sindusfarma oferecem Simpósio Novas Fronteiras Farmacêuticas18/06 Com o objetivo de debater o cenário atual e os próximos desafios da indústria farmacêutica no Brasil e no mundo, o VIII Simpósio Novas Fronteiras Farmacêuticas nas Ciências, Tecnologia, Regulamentação e Sistema de Qualidade reunirá 17 especialistas internacionais entre amanhã (18) e quarta-feira, no auditório da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), em Brasília. Organizado pela Agência, juntamente......
STF limita acesso a medicamento sem registro na Anvisa23/05 O Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu na última quarta-feira, 22 de maio, que o Estado não pode ser obrigado a fornecer medicamento experimental ou sem registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), salvo em casos excepcionais.......
No Sindusfarma, Anvisa atualiza empresas sobre piloto da rastreabilidade18/03 A convite do Sindusfarma, o assessor da GGMON/Anvisa Cristiano Gregis prestou informações sobre o projeto piloto do sistema de rastreabilidade de medicamentos, baseado em tecnologias de captura, armazenamento e transmissão eletrônica de dados em toda a cadeia......

Voltar para Notícias