Quero ser cliente
Central de Vendas 0800 707 4774 ou 54 3544 1800
Postado em 20 de Março de 2019 às 08h27

Crescimento do setor de Dispositivos Médicos foi de 13,5% em 2018

O setor de Dispositivos Médicos registrou alta de 13,5% no acumulado de 2018, segundo dados que acabam de ser divulgados no Boletim Econômico da Aliança Brasileira da Indústria Inovadora em Saúde ? ABIIS. Só no ano passado, este mercado movimentou US$ 10,5 bilhões.

As importações tiveram uma elevação de 21,8% no ano, totalizando US$ 5,4 bilhões. Já a produção nacional ? que representa uma fatia maior do setor com 51,5% do todo ? subiu 5,6% e atingiu US$ 5,7 bilhões em negócios. ?Esta alta é atribuída principalmente a investimentos em equipamentos e aparelhos eletromédicos e eletroterapêuticos e de irradiação. Em 2018, o mercado registrou um número elevado de fusões e aquisições de hospitais, clínicas e laboratórios, em todo o país, com ampliação dos investimentos nesses equipamentos?, analisa o diretor-executivo da ABIIS, José Márcio Cerqueira Gomes.

O ano de 2018 também foi positivo na geração de empregos. Entre janeiro e dezembro, foram abertas 6.058 vagas na indústria e no comércio do setor de Dispositivos Médicos, uma alta de 4,6% em relação a 2017. Atualmente são 138.940 trabalhadores (63,1 mil na indústria e 75,8 mil no comércio), número que não inclui os empregados em serviços de complementação diagnóstica e terapêutica. Entre os segmentos, destaque para a criação de 2.819 postos de trabalho na ?Indústria de instrumentos e materiais para uso médico e odontológico e de artigos ópticos?. A variação mais representativa em percentual foi na ?Indústria de aparelhos eletromédicos e eletroterapêuticos e equipamentos de irradiação?, alta de 9,7%.

?Os dois segmentos que mais abriram oportunidades de emprego foram justamente na produção de equipamentos, mais um reflexo do investimento no setor?, afirma o diretor-executivo da ABIIS. Para Cerqueira, o ano foi positivo, mas a modernização da saúde no Brasil ainda é lenta. ?Precisamos de uma regulação mais inteligente, aliada a incorporação racional de tecnologias, para que as redes pública e privada possam atender uma demanda crescente. O desempenho do setor hoje está nos mesmos patamares que há 5 anos, a mudança se faz necessária e urgente?, finaliza.

Fonte/Link: https://saudebusiness.com/mercado/crescimento-do-setor-de-dispositivos-medicos-foi-de-135-em-2018/

Veja também

Enxaqueca: primeiro tratamento específico contra ela chega ao Brasil26/03/19 O remédio promete reduzir o número e a intensidade das crises de dor de cabeça ? e trazer menos reações adversas que os tratamentos atuais. Embora atinja uma a cada sete pessoas, a enxaqueca não tinha no Brasil um tratamento específico ? as drogas utilizadas para controlar as crises são voltadas a outras doenças. Mas isso mudou com a aprovação do erenumabe (nome comercial: Pasurta), o primeiro remédio feito......
Startup capta R$ 1,5 mi após lançar remédio digital17/04/19 Fundada em 2015, a Bright Photomedicine combinou soluções de big data, inteligência artificial, física e medicina para desenvolver o primeiro remédio digital do mundo. A inovação permitiu que a empresa captasse R$ 1,5 milhão por meio da Kria, plataforma......
Como prevenir a infecção urinária07/08/19 Dor e/ou ardor para urinar, peso na bexiga, sensação de urgência e/ou dificuldade para urinar, são sintomas associados à infecção urinária Vontade intensa de ir ao banheiro, ardência e dor ao urinar são alguns dos principais indicativos da infecção......

Voltar para Notícias