Quero ser cliente
Central de Vendas 0800 707 4774 ou 54 3544 1800
Postado em 24 de Julho de 2019 às 08h00

Governo quer rever modelo de parcerias para produção de remédios

Método atual de parcerias para produção de medicamentos visa transferência de tecnologia entre laboratórios farmacêuticos privados e públicos

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse à Folha de S. Paulo que o governo pretende rever o modelo atual de parcerias que visam a transferência de tecnologia entre laboratórios farmacêuticos privados e públicos para produção de medicamentos.

Esses contratos, chamados de Parcerias de Desenvolvimento Produtivo (PDPs) são usados para permitir a produção, no país, de medicamentos e outros produtos estratégicos para o Sistema Único de Saúde (SUS) e que são geralmente importados ou representam alto volume de gastos ao governo.
Atualmente, o ministério tem 93 dessas parcerias. Nesta semana, a suspensão de 19 contratos dentro desse grupo gerou polêmica entre entidades do setor.

Fonte: Guia da Farmacia
Link: https://guiadafarmacia.com.br/governo-quer-rever-modelo-de-parcerias-para-producao-de-remedios/

Veja também

Homens representam 1% do total de casos de câncer de mama no Brasil10/10/19 Para cada 100 mulheres diagnosticadas com câncer de mama, existe um homem atingido pela doença. Isso significa que os homens representam 1% do total de casos de câncer de mama no Brasil. A médica Fabiana Tonelotto, chefe do Serviço de Mastologia do Hospital do Câncer 3 (HC3), unidade do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA) alerta que os homens devem estar atentos a qualquer mudança ou......
Adoção de medidas para medicamentos para pressão alta09/05/19 Medidas foram adotadas após a detecção de impurezas em medicamentos à base de um princípio ativo conhecido como ?sartana?. A Anvisa vem adotando uma série de medidas após a detecção de impurezas, chamadas de nitrosaminas, no princípio ativo ?sartana?, que......
Abrafarma realiza pesquisa sobre cuidado farmacêutico17/07/19 Até o dia 15 de julho, farmacêuticos de todo o país podem responder a uma pesquisa sobre as dificuldades encontradas junto às vigilâncias sanitárias para viabilizar serviços farmacêuticos, incluindo testes laboratoriais rápidos (TLR). A iniciativa partiu da......

Voltar para Notícias