Quero ser cliente
Central de Vendas 0800 707 4774 ou 54 3544 1800
Postado em 02 de Setembro de 2019 às 08h47

Startups promovem mudanças no setor da saúde

As startups vem modificando diariamente o setor da saúde. Não fique de fora, acompanhe essas modificações no setor e outras novidades de tecnologia no Summit Inovação em Saúde

Uma ideia inovadora, pouco tempo de vida e potencial de crescimento em escala são alguns dos principais ingredientes necessários para criar uma startup. Essas empresas usam a inovação tecnológica e modelos de negócios inovadores como diferencial competitivo em relação a empresas tradicionais.

De acordo com o diretor de produtos da WebFarmas, Pedro Henrique Silva Antunes, para uma startup, é mais importante o market share do que propriamente o lucro. Afinal, como ela possui uma estrutura enxuta e barata, mesmo receitas mínimas são lucrativas.

?Hoje, as health techs são muito bem-aceitas e procuradas pela população. Startups que ajudam na saúde e bem-estar estão se destacando exatamente por suprir deficiências ligadas à saúde da população?, comenta o CEO da Farmácia do Bem, Marcelo Abreu.

Dessa forma, as startups se diferenciam das empresas que seguem modelos tradicionais e estão aos poucos promovendo mudanças no setor da saúde.

Um exemplo dessas mudanças no setor da saúde é que já existem plataformas que reúnem profissionais de saúde, laboratórios e pacientes em um só lugar ? para que possam oferecer e buscar por serviços. Assim, barateando os altos custos e a diminuindo a burocracia.

Além disso, há também quem use do conceito de economia compartilhada. Assim, repassando valores mais baixos à população, sem deixar de lado o pagamento justo dos médicos. É o caso do Dandelin, que foca na democratização da saúde no Brasil. Na plataforma, os membros da comunidade dividem, igualitariamente, os custos reais da saúde mensalmente.

Essas e outras novidades sobre inovação e tecnologia, você acompanha no Summit Inovação em Saúde. O evento realizado pela Contento Comunicação em parceria com o Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos no Estado de São Paulo (Sindusfarma), acontecerá em São Paulo (SP), no dia 08 de outubro de 2019.

Fonte: Guia da Farmácia

Veja também

Automedicação, um costume perigoso22/05/19 Um analgésico para a dor de cabeça, anti-inflamatório e relaxante muscular depois daquela atividade física mais intensa, descongestionante nasal e expectorante contra o resfriado... Para se verem livres desses sintomas, 85% dos brasilienses, a partir dos 16 anos, admitem fazer uso de remédios sem nenhuma prescrição médica ou farmacêutica, número que ultrapassa a média nacional de 79%. Os índices — levantados pelo......
Excesso de exercícios leva a alterações negativas em órgãos vitais04/07/19 A prática de exercícios físicos intensos sem o tempo de recuperação adequado provoca alterações negativas em estruturas vitais do organismo, como coração, fígado e sistema nervoso central, revela pesquisa desenvolvida na Universidade de São Paulo (USP), em......
Prescrição médica digital e farmácias: esta relação pode dar certo?13/06/19 A realidade, o dia a dia, o perfil das farmácias e drogarias no Brasil e também de seus clientes vêm mudando muito nos últimos anos. Com uma base atualizada em tempo real com referências de milhares de medicamentos, uma ferramenta tecnológica traz mais......

Voltar para Notícias