Quero ser cliente
Central de Vendas 0800 707 4774 ou 54 3544 1800
Postado em 25 de Abril de 2019 às 10h09

Vacinação contra a gripe antes do inverno traz benefícios à saúde

Todas as pessoas que fazem parte dos grupos prioritários devem fazer a vacina contra a gripe antes da chegada do inverno. A orientação é do Ministério da Saúde e da Secretaria Estadual da Saúde (SES) em virtude do tempo que leva para que os anticorpos gerem a proteção necessária.

A campanha começou dia 10 deste mês para crianças e gestantes, sendo aberta para os demais públicos elegíveis nesta segunda-feira (22). No total, são 3,8 milhões de gaúchos elegíveis para a vacinação, sendo que mais de 270 mil pessoas já se vacinaram contra a gripe neste ano no RS.

Além dos órgãos governamentais, a recomendação é apoiada pela Sociedade Brasileira de Imunizações. O presidente da entidade, Juarez Cunha, explica que a vacina age na pessoa como se fosse a doença natural, só que sem causar o quadro clínico e os sintomas. ?Quando tu tem uma gripe, o teu organismo cria anticorpos para combater o vírus. Após a vacina, o organismo identifica o vírus e também produz esses anticorpos, que permanecerão ativos no sistema imunológico por um período?, explica. ?Assim, quando tu tiver contato com o vírus, tu já vai ter a proteção produzida?, completa. Segundo o médico, para essa proteção começar a ser efetiva, leva em torno de 15 dias após a aplicação, enquanto o maior efeito chega cerca de um mês após a aplicação.

A enfermeira responsável pela vigilância da influenza no Centro Estadual de Vigilância em Saúde, Letícia Garay Martins, também salienta que é importante se vacinar agora, durante a campanha e não depois. ?A vacina tem esse tempo de, ao menos, duas semanas, para que gerar esses anticorpos, que serão o que irá nos proteger das doenças?, afirma. ?Por isso procuramos fazer a vacinação da população o quanto antes seja possível, antes do inverno começar e é quando temos a circulação mais intensa do vírus influenza?, comenta.

Por esse motivo a campanha que ocorre no Brasil inicia geralmente em abril, que é quando os laboratórios produtores da vacina conseguem começar a entregar as doses atualizadas com os vírus que mais circularam na temporada anterior.

População dos grupos no RS

Crianças (maiores de 6 meses e menores de 6 anos): 735 mil

Gestantes: 106 mil

Puérperas (mulheres até 45 dias após o parto): 17 mil

Trabalhadores da área da saúde: 316 mil

Povos indígenas: 25 mil

Pessoas acima dos 60 anos: 1 milhão e 470 mil

Professores: 110 mil

Sistema prisional (funcionários e apenados): 42 mil

Forças de segurança e salvamento: 61,2 mil

Pessoas com comorbidades*: 970 mil

* Doenças crônicas respiratórias, cardíacas, renais, neurológicas ou hepática; diabetes; imunossupressão; obesidade; transplantados ou pessoas com trissomias

TOTAL: 3.850.107

Fonte: Secretaria da Saúde
Link: https://saude.rs.gov.br/vacinacao-contra-a-gripe-antes-do-inverno-traz-beneficios-a-saude

Veja também

Medicamentos de marca ainda são a preferência entre consumidores19/03/19 Segundo estudo do IFEPEC, 63,55% dos brasileiros já compraram pelo menos uma unidade destes fármacos Estudo indica 63,55% dos brasileiros compraram pelo menos uma unidade de medicamentos de marca. Os dados, extraídos da Pesquisa de Comportamento do Cliente na Farmácia 2019, realizada pelo Instituto Febrafar de Pesquisa e Educação Corporativa (IFEPEC) em parceria com o Núcleo de Economia Industrial e da Tecnologia......
Leite materno contém todos os benefícios para a saúde do bebê20/05/19 Mulheres que doam leite beneficiam recém-nascidos prematuros e crianças que estão internadas em UTIs neonatais e não podem ser amamentados pela própria mãe Para muitos a doação de leite parece ser somente um momento sublime, que todas as mães desejam e de......
Genéricos são os mais buscados por brasileiros13/03/19 Do total de consumidores, 37% compraram medicamentos genéricos, 32% de marcas e 31% uma mescla dos dois tipos, segundo uma pesquisa feita pela Federação Brasileira das Redes Associativistas e Independentes de Farmácias (Febrabar). De acordo com o......

Voltar para Notícias