Quero ser cliente
Central de Vendas 0800 707 4774 ou 54 3544 1800
Postado em 09 de Outubro de 2019 às 09h38

Anvisa disponibiliza solução para pagamento online

Com a nova plataforma de pagamento eletrônico, o prazo para compensação dos pagamentos à Agência será agilizado.

Intitulada PagTesouro, a nova plataforma disponibilizada pelo Tesouro Nacional possibilitará o pagamento das Taxas de Fiscalização de Vigilância Sanitária (TFVS) pela opção de débito online. A novidade está disponível a partir desta terça-feira (8/10) para todos os usuários do Sistema Solicita.

Com a inovação, o prazo para compensação dos pagamentos à Anvisa, que hoje chega a ser de até dois dias úteis, passará a ser praticamente instantâneo. A protocolização das petições ocorrerá em até 30 minutos após a confirmação do pagamento.

Inicialmente, a plataforma será disponibilizada apenas para clientes do Banco do Brasil. As empresas que não puderem, por enquanto, utilizar este serviço terão a opção de pagamento por boleto, que permanecerá disponível juntamente com o PagTesouro.

Por: Ascom/Anvisa
Link: http://portal.anvisa.gov.br/noticias

Veja também

STF limita acesso a medicamento sem registro na Anvisa23/05/19 O Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu na última quarta-feira, 22 de maio, que o Estado não pode ser obrigado a fornecer medicamento experimental ou sem registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), salvo em casos excepcionais. A decisão foi tomada, por maioria de votos, no julgamento do Recurso Extraordinário (RE) 657718, com repercussão geral reconhecida, de relatoria do ministro......
Sistema permite avaliação da cultura de segurança do paciente19/09/19 Ferramenta gera relatórios de análises sobre a cultura da segurança do paciente em hospitais, em tempo real. Lançamento marca comemoração do Dia Mundial da Segurança do Paciente. A Anvisa e o Grupo de Pesquisa QualiSaúde da Universidade Federal do Rio......
Genéricos são os mais buscados por brasileiros13/03/19 Do total de consumidores, 37% compraram medicamentos genéricos, 32% de marcas e 31% uma mescla dos dois tipos, segundo uma pesquisa feita pela Federação Brasileira das Redes Associativistas e Independentes de Farmácias (Febrabar). De acordo com o......

Voltar para Notícias