Quero ser cliente
Central de Vendas 54 99694 8391
Postado em 15 de Maio de 2019 às 08h15

Anvisa proíbe aditivos alimentares com alumínio

Alguns exemplos de alimentos afetados são os corantes de superfície de confeitos, pães e biscoitos

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou, nesta terça-feira (14), uma proposta de Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) que proíbe o uso de aditivos alimentares com alumínio. O tema, que teve relatoria do diretor Renato Porto, foi apresentado durante a 12ª Reunião da Diretoria Colegiada (Dicol), que foi unânime na aprovação da proposta.

A medida foi elaborada pela Gerência Geral de Alimentos (GGALI), que considerou recomendações internacionais sobre os riscos do uso de aditivos alimentares com alumínio, do Comitê Conjunto de Especialistas da FAO/OMS sobre Aditivos Alimentares. De acordo com alertas do órgão internacional responsável pela avaliação toxicológica, o alumínio pode se acumular no corpo humano e causar danos aos sistemas reprodutivo e nervoso.

Nos próximos dias, a nova RDC será publicada no Diário Oficial da União (D.O.U), estabelecendo prazo de 12 meses para que as empresas se adequem às regras, a partir da data de publicação da norma.

Consumo dentro de limites aceitáveis
O alumínio é uma substância que ocorre naturalmente no ambiente e sua presença nos alimentos pode ser decorrente dessa ocorrência natural, pela migração de materiais em contato com o alimento e pela adição de aditivos alimentares na formulação dos produtos. No entanto, os malefícios à saúde causados pelo alumínio estão associados com consumo superior à Ingestão Semanal Tolerável Provisória (ISTP), de 2 mg/kg de peso corporal.

Para restringir o consumo de alumínio ao estritamente necessário, foram revogadas as autorizações para uso de cinco aditivos alimentares com alumínio que tinham uso harmonizado no Mercado Comum do Sul (Mercosul) para 14 categorias de alimentos, além de outras nove categorias no Brasil.

Alguns exemplos de alimentos diretamente afetados pelas novas regras e que deixarão de conter aditivos alimentares com alumínio são os corantes de superfície de confeitos, queijos processados ou fundidos, sopas, fermento químico presente em farinhas, massas para pastéis e pizza, além de pães e biscoitos, entre vários outros.

Fonte: Guia da Farmácia
Link: https://guiadafarmacia.com.br/anvisa-proibe-aditivos-alimentares-com-aluminio/

Veja também

Medicamentos para a doença de Parkinson evoluem30/07/19 A doença de Parkinson ainda não tem cura, mas medicamentos podem controlar a maioria dos sintomas, como os tremores e a rigidez muscular Os estudos sobre a doença de Parkinson não param, mas nenhum até agora conseguiu encontrar a cura para o mal ou mesmo determinar o que leva uma pessoa a desenvolvê-lo. A boa notícia é que os medicamentos para controlar os sintomas da doença de Parkinson melhoraram e podem......
Aumento nos casos de dengue: mais de 300 pessoas já morreram este ano03/09/19 Já são mais de 596 mil casos de dengue confirmados e número de mortes dobrou em relação a 2018, alerta a farmacêutica da Poupafarma Diferentemente do que aconteceu nos invernos anteriores, os casos de dengue não diminuíram. Isso porque aconteceram poucos......
IQVIA aponta os dez medicamentos de prescrição mais vendidos no mundo19/08/19 Glifage, Torsilax e Sinvastantina são alguns dos dez medicamentos de prescrição mais vendidos do mundo, segundo levantamento da IQVIA Um levantamento da IQVIA mostra os dez medicamentos de prescrição mais vendidos no mundo. O ranking inclui, em sua......

Voltar para Notícias